DicasReceitas

Tenha uma Ceia de Natal Mais Saudável

Postado em23 de dezembro de 2014 | Por: | Categorias: Dicas,Receitas | 0 Comentário

ceia_saudavel_oleogenosasPara muitos, o Natal representa uma excessão à regra no âmbito das dietas alimentares. Mas nem todas as pessoas convivem bem com a ideia de comer em excesso. Há que saber encontrar um ponto de equilíbrio. Um Natal com mais sabor e menos calorias só depende de si.

Entradas: preparar o apetite
Começando a refeição com a entrada certa, irá acalmar o apetite, preenchendo o estômago de forma inofensiva e deixando menos espaço para as sobremesas. Comece por saborear uma sopa de legumes. A sopa é sempre uma boa alternativa, já que é um alimento rico em água e em fibras que promovem uma boa digestão dos nutrientes. Simultaneamente, proporciona uma sensação de saciedade, acalmando o apetite. Evite os purês de feijão ou de grão, preferindo caldos de legumes.

Bebidas: beber com moderação
As bebidas alcoólicas acrescentam muitas calorias a uma refeição. Por isso, nada de abusos. Em plena época de festa, tem todo o direito de beber um ou dois copos de vinho. Mas evite os excessos e procure saborear bem cada momento. E se tiver sede, beba água mineral.

Bacalhau: o rei da festa
O bacalhau é um alimento saudável, rico em proteínas e pobre em gordura. Só se lhe juntar natas ou maionese é que irá consumir calorias em excesso. Evite o bacalhau demasiado salgado e prefira bacalhau cozido. Utilize sempre azeite, rico em ácidos gordos monoinsaturados, benéficos para a saúde cardiovascular. Prefira azeite nacional virgem extra, com acidez inferior a 1%. Servindo o bacalhau com vegetais cozidos, poderá ingerir fibras, clorofila e vitaminas do complexo B e C. Ricas em fibra e praticamente isentas de calorias, as couves permitem uma maior sensação de saciedade, atrasando a absorção de açúcares.

Sobremesas: fruta, nunca é demais
No Natal, a fruta é muito utilizada para decorar a mesa. Aproveite o fato da fruta estar à mão e dê preferência às frutas frescas da estação ou mesmo a frutas exóticas. Assim, poderá relegar as sobremesas mais calóricas para segundo plano ou mesmo para fora das refeições.
E se não consegue resistir aos doces, opte por apenas um ou dois doces de colher. Sirva-se de pequenas quantidades e seja a pessoa que se alimenta mais devagar. Deste modo, irá até saborear o seu doce melhor do que todos os outros.

Fritos: saboreie o lado mais saudável
O Natal não seria o Natal sem sonhos, filhoses ou rabanadas. Mas, frequentemente, as receitas abusam da quantidade de gordura, açúcar e ovos. Em nome de um Natal mais saudável, siga estas dicas: para as frituras, use óleo de amendoim de origem vegetal, pois aguenta muito bem as altas temperaturas. Sempre que possível, substitua o grão e batata doce pela abóbora. Reduza para metade a quantidade de açúcar sugerida nas receitas, substituindo a metade restante por adoçantes, como por exemplo a frutose. Este adoçante é 100% natural, possuindo cerca do dobro do poder adoçante do açúcar. Deste modo, metade da quantidade bastará para tornar a receita doce ao paladar. Em vez de polvilhar sobremesas com açúcar, utilize geleia de milho para conferir brilho. Substitua farinhas refinadas por produtos integrais. Evite o leite gordo e dê preferência ao leite desnatado ou ao “leite” de soja.

Frutos secos: calóricos mas nutritivos
Mais de 50% de composição dos frutos secos é gordura. Mas trata-se da chamada “gordura boa”, ou seja, óleos vegetais monoinsaturados que favorecem a redução do colesterol e ajudam a combater as doenças de coração. Mas não deixam de ser alimentos muito calóricos (cerca de 600 calorias/100 gramas), pelo que se devem consumir com moderação.

Frutas cristalizadas: um alimento a evitar
As frutas cristalizadas são bastante calóricas. Sempre que possível, prefira fruta fresca cujo valor calórico é bastante reduzido, sendo uma boa fonte de fibras, vitaminas e minerais.
Para finalizar, tenha sempre em conta que as papilas gustativas encontram-se na boca e não no estômago. Por isso, procure desfrutar ao máximo das subtilezas do paladar e concentre-se na textura e no aroma dos alimentos. Além de evitar a ingestão rápida e automática de calorias, irá desfrutar mais intensamente destes doces momentos de prazer.